a recarregar energias e a preparar muitas novidades para os próximos meses! Pode continuar a realizar as suas encomendas, que serão entregues a partir do dia 7 de Setembro. Até já!
  Blog

As etiquetas Mesque e o drama (um dos?) de quem estudou Arquitectura

Escrito em 13 de Mai. de 2020

As etiquetas do Mesque são feitas do reaproveitamento de sobras de materiais.

Cartão prensado, cartão madeira, k-line, balsa, o que houver.

Quem estudou arquitectura ou algum curso semelhante, conhece a sequência da fortuna gasta em material para maquetes que, inevitavelmente gera muito desperdício do mesmo, ocupando um espaço infinito de arrumos para uma possível reutilização que, na maioria das vezes, não acontece.

Usar k-line amolgado numa maquete final meticulosamente planeada, é improprio para ansiosos que provavelmente dormem menos de cinco horas por noite e que ainda vão fazer uma directa, na última noite antes da entrega.

Multipliquem o drama vezes dez e o resultado é um possível bloqueio de três horas, essenciais à maior prova de fogo que vamos ter que sobreviver na nossa vida – até os 20 minutos de exame acabarem como se estivéssemos a ter uma conversa de café (bom, às vezes…). Depois somos invadidos por um alívio inigualável que nos leva a pronunciar barbaridades como ‘não volto a deixar tudo para a última da hora’ ou ‘no próximo semestre não repito a brincadeira’, que claramente são seguidos de uma amnésia temporária, até faltarem duas semanas para o exame do semestre a seguir.

Desabafos empíricos à parte, são três os sacos exageradamente volumosos de sobras que por aqui existem, a aguardar um destino que não incluísse um caixote do lixo.

Por isso agora é pôr mãos à obra, até que elas doam de segurar uma tesoura, na esperança de que amanhã a consciência esteja um bocadinho mais leve (e os sacos uns cm3 mais vazios).


×